terça-feira, 3 de janeiro de 2012

VIDEO DE ATIVIDADES DO PROJETO

quarta-feira, 31 de agosto de 2011



video





“Os cidadãos civilizados não são produto do acaso, mas de um processo educativo.”
(Karl Popper)

  1. Problematizador:

Ao vislumbrarmos a sala de aula ideal, vislumbramos uma sala de aula onde a aprendizagem seja eficaz e as ferramentas para viabilizar esse processo sejam infinitamente utilizadas pelos profissionais de educação. Porém, há ainda uma enorme lacuna entre as práticas pedagógicas atuais e o “mundo digital”. Digitando essas poucas linhas analiso-me friamente e sinto as dificuldades de  me adaptar a tais inovações.  Aula virtual? Amigo virtual? Banco virtual? Tudo tão fácil e ao mesmo instante tão difícil.
 É certo que a utilização dos meios e tecnológicos em sala de aula exige, mudanças na visão de educação e no processo de ensino. Sabemos que o professor é peça importante nessa transformação, portanto importante no processo de configuração do novo modelo de um de sala da aula, transformando-a num espaço que reflita os anseios e interesses dos alunos, tornando as aulas mais agradáveis e interativas para que o aluno seja agente do seu processo de  aprendizagem.
Fica evidente para o aluno quando o professor é um ávido leitor e quando não valoriza a leitura, a mesma relação pode ser transferida para o tecnológico, se o professor abomina a visão tecnológica, jamais poderá desenvolver em seus alunos a visão critica desses meios.         
Sabemos que a escola deve assumir um papel, compromissado com  essa transformação, ampliando a dimensão de mundo da criança e desenvolvendo  nelas  o hábito de utilizar as mídias de forma mais critica para  apurar sua capacidade de argumentar, desenvolver  noções de valores, de julgamentos, de análise, de auxilio , de questiona,mento e de produção como   forma de comunicação social.  Já não se trata só da inserção das tecnologias na escola, não é somente uma nova postura do professor, trata-se da ruptura com a forma tradicional de ensino.  
 A tecnologias na sala de aula exige novos saberes, novas lógicas e ações  completamente  contrárias as que se configuram a aprendizagem da escola nos dias atuais.
A escola sai de seus muros e vai para o museu de arte em New York. Não é fantástico?  Não há mais fronteiras entre a escola e o mundo. A globalização está no ar. O professor pode promover  bate papos, criar blogs, fóruns, usar jogos eletrônicos e tantas outras  possibilidades comunicativas e midiáticas, aliar-se a novos processos e desenvolver novas competências, capacitar seus alunos e reconfigurar  ações numa rede de saberes sem  fim, assim  reconstruir  a identidade da escola hoje ou continuar tentando envolvendo seus alunos no pó do giz. 

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Novo Visual do Blog!!

A partir de agora o blog conta com um novo visual, espero que gostem!

Atividade com midia

Maria Cristina Moreira
Tema: Mídias em sala de aula

Objetivos:
·         Criar, utilizando o computador ( Power Point) , histórias para serem lidas e apreciadas pela turma;
·         Visitar sites de autores infantis, tais como Ruth Rocha, Ana Maria Machado, Ziraldo...
·         Ler um texto ( poesias) para um  aluno gravar na
  câmera digital, para rever a gravação e observar na leitura (declamação) : Tom de voz; entonação, ritmo...
·         Utilizar o  programa PAINT para ilustrar as histórias e poesias;
·         Ouvir/ ver  histórias contadas em CD/DVD.

Albabetizar@letrar



“Os cidadãos civilizados não são produto do acaso, mas de um processo educativo.”

(Karl Popper)


Trabalhando com o texto; "Se as coisas fossem mães"
 
A alfabetização não é um estado ao qual se chega, mas um processo que não se inicia na sala de aula. O contato com o mundo letrado se dá muito antes do "considerado" ciclo de alfabetização.